A AGROECOLOGIA NA GESTÃO AMBIENTAL DE AGROECOSSISTEMAS: ASSENTAMENTOS RURAIS NA AMAZÔNIA BRASILEIRA

Igor Luiz Fernandes Corrêa, Rosana Quaresma Maneschy

Resumo


Os atuais padrões de desenvolvimento carregam consigo a lógica de crescimento econômico através do aumento de produção/consumo, isso se caracterizou desde a revolução industrial, e ganhou força no século passado. A economia global seguindo este caminho inevitavelmente causará escassez dos recursos naturais, haja vista que os impactos ambientais ocasionados pela sociedade no século XX multiplicaram-se extraordinariamente após a segunda guerra mundial, evidenciando a partir da década de 70 que o modo de organização econômica global, altamente predatória dos recursos naturais, tornou-se cada vez mais insustentável.

Este modelo de desenvolvimento ocasionou uma crescente artificialização dos ecossistemas a partir da chamada Revolução Verde. Neste período, o paradigma cientí- fico-tecnológico impulsionou na agricultura a criação de monoculturas, o uso intensivo dos solos, o uso de fertilizantes químicos, o controle químico de pragas e doenças, a utilização indiscriminada da água e a transgenia.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Universidade e Meio Ambiente. Todos os Direitos Reservados.